Heróis Invisíveis 2017-06-07T15:12:50+00:00

Histórias de voluntários que servem os refugiados na Ilha de Lesbos, na Grécia

Veja quem são eles

Quem somos

Bem-vindo ao Heróis Invisíveis (Invisible Heroes).

Este é um projeto que visa trazer conscientização sobre a crise dos refugiados que vivem na Ilha de Lesbos, na Grécia. Heróis Invisíveis é uma coleção de vídeos curtos, nos quais os voluntários compartilham um pouco de sua história e motivação para ajudar na atual crise de refugiados. O objetivo desses vídeos é inspirar outras pessoas a se envolverem, estando conscientes da gravidade da situação, seja por meio da oração, da doação ou do trabalho voluntário na ilha.

Nosso desejo é que essas histórias cheguem ao seu coração.

Que estas histórias reais possam inspirar você a levar esperança, compaixão e amor aos refugiados.

Sarah

Sarah é uma verdadeira inspiração! Seu sorriso mostra seu coração voltado a servir as pessoas ao seu redor. Ela é arteterapeuta e trabalha com Jovens com uma Missão – JOCUM ao redor do mundo há vários anos. Atualmente ela é voluntária no campo de refugiados de Lesbos, levando luz e esperança por meio de uma abordagem terapêutica.

Adel

Adel já trabalhou para o exército americano como tradutor no Iraque, sua terra natal. Mas ele teve que fugir de seu país para sobreviver. Agora, ele trabalha novamente como tradutor, só que para as diversas organizações que socorrem os refugiados. Ele também é um dos responsáveis pelo funcionamento do campo ao norte da Ilha de Lesbos.

Helena

Helena é uma moça de muitos talentos. Fazer os outros se sentirem bem-vindos é definitivamente um deles e isso é o que a faz ser tão boa na sua função atual, de receber voluntários e organizar a logística de sua estadia, enquanto eles servem em meio à crise de refugiados.

Kim

Kim é um missionário de longa data, que faz um trabalho impressionante introduzindo os voluntários no complexo mundo dos refugiados e daqueles que se dispõem a ajudá-los. Ele está em Lesbos há mais de um ano e tem se doado completamente, servindo de várias maneiras os que procuram refúgio na ilha.

Jenn

Jena tem um coração enorme voltado para as pessoas e sua amizade já impactou a vida de vários refugiados. Ela já esteve em Lesbos antes, e voltou mais uma vez para que pudesse doar um pouco mais do seu tempo para aqueles que estão vendo seu tempo escorrer pelas mãos.

Jenni

Jenni veio lá da Austrália trazendo sua paixão por contar histórias por meio da fotografia. Em Lesbos, ela tem investido seu tempo em conhecer as pessoas que estão em busca de refúgio, ajudando-as de todas as maneiras possíveis, compartilhando seu amor e compaixão por essas famílias.

Gladston

O brasileiro Gladston ama trabalhar com pessoas. Ver um sorriso no rosto delas é um de seus objetivos, mas como conseguir isso num campo de refugiados? Com esportes, é claro! Ele tem doado seu tempo para essas pessoas, a fim de ajuda-las a virar o jogo da vida.

Tom

Tom deixou seu emprego para poder servir no campo de refugiados. Ele é do Reino Unido e foi para Lesbos disposto a servir de toda forma possível. Tom tem um amor especial pelas famílias assistidas e tem feito delas sua prioridade, amando-as e protegendo-as durante sua estadia na ilha.

Oportunidades de curto prazo

Existem vários locais que estão abertos a receber aqueles que não podem servir por mais de duas semanas, mas também acolhem os que gostariam e poderiam servir por mais tempo.

SAIBA MAIS
Oportunidades de longo prazo

Estes lugares estão abertos para aqueles que podem se comprometer por um tempo mínimo de três semanas.

SAIBA MAIS
Envie uma equipe

Quer enviar uma equipe para ajudar na crise dos refugiados? Nós podemos colocar você em contato com um projeto adequado ao seu perfil.

SAIBA MAIS